domingo, 21 de março de 2010

T2 para um e meio: ser grande é...

Às 19 horas de Domingo ter um arroz de frango pronto a ir para o forno, com rodelas de chouriço (uau!) e nem uma lágrimazinha derramada (duplo uau!) - à custa de dedos cortados, queimaduras ou loiça partida - e poder ver o final da taça da liga esparramada no sofá.

Há uns meses atrás, se me dissessem que assim seria, das duas uma: ou ter-me-ia rido como se fosse a melhor anedota do mundo, ou chorado desesperadamente, com saudades de um arroz de frango.

3 comentários:

AP disse...

EHEHEHEH Dá-lhe ;)

Soraia Alves disse...

ahahah eu acompanhei o início desse processo :P e nunca me mais me vou esquecer do "oh avó, só me apetecia era vomitar!" lool Parabénsss pelo arroz :P

Alguém+ neste mar de gente, disse...

invejosa como sou, já iria querer fazer uma especialidade dessas, mas como não tenho forno onde estou a morar, suponho que apenas me babe para o meu prato de feijões caretos... :(
;)*