domingo, 24 de julho de 2011

Espero que se cante muito aí onde estás.

Dado o impacto que o seu trabalho teve na minha vida, não poderia não assinalar aqui a minha tristeza face à morte de Amy Winehouse. Mas não sei como fazê-lo. Há pessoas tão talentosas, que as homenagens ficam sempre aquém. Lamento que a sua obra tenha ficado incompleta. E mais. Lamento toda uma vida por viver. Eu, certamente, vou continuar a ouvi-la compulsivamente. Como faço há três anos seguidos. Em repeat mode.

3 comentários:

Panda disse...

Sou mais uma que teve sempre as músicas no ipod e sabe sempre bem ouvir.

Paloma disse...

maravilhosa, a miúda!

AP disse...

Lembrei-me logo de ti!

Das várias coisas que li sobre este tema, e algumas opiniões são "inacreditáveis", adorei o artigo do Miguel Esteves Cardoso. Não sei se já leste mas recomendo-te porque sei que adoras a Amy.

Muitos beijinhos :)