domingo, 13 de junho de 2010

The Time Traveler's Wife

Duvido que alguém me pedisse em casamento ao acordar - nunca estou no meu melhor. Mas se o fizessem, talvez me enganasse e dissesse «Sim». Não pela coragem dele, de se esquecer do cabelo emaranhado e da falta da maquilhagem: é porque é nesse momento que o meu coração está mais relaxado, exactamente ao acordar. Digo coisas assim... parvinhas, digamos. Como amar-te-ei para sempre.
The Time Traveler's Wife deixou-me o coração a fazer ronha. Acho que é sempre bom passar umas horas a interiorizar a mensagem de que há amores que ultrapassam o tempo. Há amores que ultrapassam tudo.
Por agora, não acredito. Porque já o tenho dito, já o tenho sentido e nunca aconteceu. Mas ando cá para ser surpreendida.

7 comentários:

Suricat disse...

gosto do blog ;)

caracois é que não :)

caracóis disse...

A maoir parte das pessoas agora é assim: descrentes à espera de alguém que lhes mostre o contrário.
Sinais dos tempos de hoje?...

(fiquei curiosa em relação ao livro...)
C-L

Jeunesse Dorée disse...

Neste momento eu tenho um grande amor. Também não sei se será para sempre. Mas ele pediu-me em casamento mesmo depois de me ver ao acordar... acho que isso demonstra coragem da parte dele!! :)

Dora disse...

Recomendas então? Ainda não decidi se o vejo mas sendo assim, vou ver.

Paloma disse...

recomendo a todas. esqueçam a parte da ficção e aproveitem a história de amor!

guida disse...

Eu vi o filme, e achei espectacular! É original, sem dúvida.

;)

YeuxdeFemme disse...

Que post fantástico!
Nunca tinha pensado num pedido de casamento ao acordar.
:)