segunda-feira, 31 de agosto de 2009

T2 para um e meio: episódio #1

Para começar, deixo-vos algo para reflectirem: para quê escorrer as batatas para puré, se se podem esquecer delas ao lume até a água evaporar completamente?

O menino entra na cozinha, quando o chamo para jantar. O primeiro comentário dá-me esperança e um sorriso: "huum, cheira muito bem" (sim, ele diz mesmo "muito bem").

Umas quantas garfadas depois, já estava eu a fazer, mentalmente, a dança da vitória, quando chega de chofre o segundo comentário:

- É engraçado que quando meto a comida na boca até sabe bem, mas depois tem um sabor estranho.

- Está um pouco salgado - admito.

- E já não podes voltar a pôr doce?

- Não, já não posso.

Enfim, amanhã será outro dia!

Nota de rodapé: Gosto da pinta da minha nova vizinha e das suas amigas. Será que ela sabe cozinhar? (Se sim, também posso ser sua amiga, vizinha?)

Qualquer dia há um papel colado na porta do 2º Esquerdo: "Troca-se ombro amigo por prato de comida".

1 comentário:

Ana Patrícia disse...

Opá G.E.N.I.A.L!
"É engraçado que quando meto a comida na boca até sabe bem, mas depois tem um sabor estranho".LOLLLLLLLLLLLLLLLLL
" Está um pouco salgado - admito.
- E já não podes voltar a pôr doce?
- Não, já não posso." LOLLLLLLLLLLLLL

Amanhã vai correr melhor mas deixa-me que te diga que teve muita piada (para quem lê porque vocês já não deviam estar a achar assim tanto).

Se vires que a tua vizinha tem ar de quem cozinha bem trata de avançar. Se não, sempre tens o vizinho ou uma alma caridosa do ginásio (estão tão pertinho de ti).

Adorei o post. Vou estar atenta aos próximos episódios.

Beijinhos e sabes que se precisares de algo podes contar cmg :)